domingo, dezembro 03, 2006

Feeling Blue...

Finley Quaye - Feeling Blue - donwload mp3

I'm right at home, must be beneficial yeah
I'm right at home, can't be artificial no
Babylon fall, falling, falling down
The reign is falling, falling, falling down
All that I know, all that is natural
I know, I blow

Baby Im feeling blue so what you gonna do bout it

I feel at home, must be beneficial yes
I'm right at home, can't be artificial no
If you are a radical, answer your call
Babylon fall, falling, falling down
Answer your call and take your love to town
All that I know, all that is natural
I know, I blow

Baby I´m feeling blue, so what you gonna do bout it

Do you sympathies things are ever so dread
Do you understand I am ever so good
I blow, I grow

Baby I´m feeling blue so what you gonna do bout it

4 Comments:

Anonymous francis said...

Esta música marcou-nos este fim de semana, ela tem duas vertentes, uma sonora que é alegre e positiva, e depois a letra que a mim e ao Hawkman nos diz muito. Acho que ilustra que por vezes esperamos que pessoas que nos estão próximas estejam por perto nos momentos difíceis e é nessa altura que quebram as nossas espectativas... Não vou aprofundar muito este assunto, são águas passadas fiquemos pela sonoridade ;)

domingo dez 03, 06:53:00 da tarde 2006  
Anonymous andrini said...

essa é que é essa...;)

domingo dez 03, 09:29:00 da tarde 2006  
Anonymous rita said...

adoro essa amigo....
bjs nortenhos

sexta dez 22, 06:37:00 da tarde 2006  
Anonymous Laranja said...

A experiência dos outros vale o que valer: praticamente nada!
Mas como gosto de vocês (ou se calhar de escrever sem parar), aqui vai na mesma: normalmente quando somos muito exigentes com os outros, é porque, provavelmente, somos demasiado exigentes connosco próprios.
Vale a pena perdoar(-nos) o que ficou por fazer, os erros tão idiotas quanto humanos, as palavras que nos soaram a silêncios...
Todos precisamos de alguém e quem o negar, estará insane ou a mentir descaradamente...mas o primeiro passo é bastar-nos a nós próprios, nos afectos, nas mais elementares orientações de vida, num profundo auto-conhecimento...
Tudo o resto virá por acréscimo e será com certeza, mais fácil de suportar...

quinta dez 28, 05:47:00 da tarde 2006  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home