quinta-feira, fevereiro 22, 2007

Um vs Dois



Olá minha gente, há algum tempo que não vinha aqui debitar ideias. Ultimamente tenho tido uma variante de pensamentos sobre os prós e contras de estar numa vida a dois. Sem dúvida que o facto de estar sozinho me dá um controle total sobre as minhas decisões, e todas as consequências de situações são causadas por actos meus. Depois de uma longa relação onde fui protegido de um mundo de jogos entre homem e mulher, sinto-me agora na verdadeira "guerra dos sexos"... Nós falamos uma linguagem diferente das mulheres e não há exepções à regra a este nível. Uma mulher aguenta mil vezes mais que um homem uma situação desconfortável mas quando toma a decisão de mudar a página do livro é dificil voltar atras. Nesta altura o Homem fica à toa e pensa que afinal aquela companhia que lhe trazia restrições era mais importante do que pensava, e que a conversa do "eu com aquela fazia isto e aquilo" fica reduzida a zeros porque no fundo tudo passa de uma forma de dar asos às nossas fantasias e nada mais que isso. Agora pergunto-me realmente será que vale a pena uma pessoa deitar tudo a perder por uma queca pontual? Óbvio que não porque depois disso falta a parte de que tanto gostamos, a companhia, o suporte, aquele lugar seguro que tanto precisamos. Sempre fui um adepto de qualidade e não de quantidade, mas cada vez mais e depois de uma relação tão intensa sinto-me meio perdido em encontrar uma pessoa especial... Percebi que o género de D Juan não se encaixa no meu perfil, não gosto de jogos, sou espontâneo e transparente e tenho a noção que não encaixo em relações pontuais. Ando a cada dia que passa a encontrar-me mais e a perceber-me um pouco melhor, e chego à conclusão que sou um complicado de primeira. A minha noção de relação e amor estão totalmente abaladas e por vezes sinto um medo gigante de não voltar a sentir certas sensações do enamoramento devido a esta ferida que custa a passar. Sou um só neste momento, vivo de mim para mim, e estou constantemente a pôr-me em causa como um rato de laboratório, a pôr-me à prova, a ver se vou eliminando experiências falhadas desta minha procura. Percebo agora o que é um luto de uma relação e estou optimista com o meu progresso. Acho que de uma vez or todas parei de procurar alguma coisa e páro agora aberto ao destino e ao que possa vir a acontecer. Este texto começou numa ponta de um assunto e foi viajando para outra mas no fundo o que queria transmitir é que homens e mulheres dependem uns dos outros e a vida a dois é realmente um preenchimento fantastico ao qual temos de dar valor e pôr constantemente em consideração. Há que dar valor ao que temos, e por vezes o que parece um fim pode ser só um início diferente. A todos os meus amigos espero que nas minhas palávras sintam o que vos quero transmitir, não posso viver os vossos erros mas posso expor os meus para, se acharem que são válidos, para vos poupar aos mesmos. Tomorow it won´t be the same...

quinta-feira, fevereiro 08, 2007

A caminho da Indo...


O countdown começou!! Depois de muitos planos e indecisões o grupo está reunido e decidido a viajar, para longe de casa mas perto do sonho, à procura do melhor surf das nossas vidas e de muitas aventuras , mas principalmente de momentos únicos de amizade e companheirismo para UM MÊS INTEIRO de férias na Indo!!!

A viagem para mim já começou...
Gonzalo

sexta-feira, janeiro 19, 2007

Renascer...



Por vezes tenho vontade de renascer, de corrigir, de não errar, de melhorar, aperfeiçoar de mudar... Nunca pensei que seria tão dificil de conseguir superar um problema fosse ele qual fosse. Sou um puto, cheio de sonhos, acredito na vida e a vida à força diz-me que não é tão cor de rosa como eu a imagino mas eu continuo a insistir, por vezes penso que é o caminho mas à força de tanto balde de água fria penso se não será já estupidez minha. A minha cabeça prega-me partidas, hoje sei o que quero e amanhã a mesma certeza desaparece como se nunca tivesse pensado nela sequer, sinto um colete de forças que me faz sentir louco. Não será crescer ter certezas e saber o caminho a percorrer? será que não cresco? será que não consigo passar barreiras que em tempos estavam longe da minha realidade? Será que renasci e não aceito quem sou agora? Que nome dar a todas estas sensações diambulantes sem estrutura e consistencia? Amanhã estou feliz de novo a creditar que foi só um momento mais em baixo de reposicionamento ou mudança de registo ao qual me estou a acostumar.... e erro outra vez, vezes sem conta.... Quero dar o que dei, quero ser o que fui e não consigo... Estou num paralelo do que sou, fui e virei a ser mas sem me conseguir enquadrar em nenhuma das personalidades. A vida é confusa e ao mesmo tempo linda por ter tantas perspectivas, tantas escolhas. Penso demasiado, vou parar de pensar e aceitar as consequencias dessa minha falta de julgamento perante as situações. Obrigado amigos por estarem sempre com todos os meus "eus"...

LONDON .. no impossibles


Londres foi o destino... uma viagem que marcou por ser cheio de experiencias e surpresas positivas.

Uma semana cheia de vida e muita coisas novas. Esta foi a primeira viagem de um ano que se avizinha ser muito promisor.

As viagens enchem-nos de energia e refrescam-nos a alma.

quarta-feira, janeiro 03, 2007

Os meus votos...


Bem minha gente, muitas vezes precisamos de alguma coisa que sirva como impulso para mudança, normalmente e infelizmente a mudança é forçada por um motivo forte. Ou alguém muito especial ficou pelo caminho ou um acidente ou coisa do genero serão razões plausíveis para termos uma atitude de profundo risco na vida. E a pergunta será: para quê correr riscos? mas quantas vezes não paramos um segundo e chegamos à conclusão que gostariamos que algo mudasse nas nossas vidas, sejam as mudanças emocionais ou materiais. Para este ano proponho que se pare um pouco e a solo para fazer um ponto da situação, o que é que me incomoda, o que é que gostaria que fosse a minha vida, com quem gostaria de passar mais tempo.... e mil e uma outras questões que se podem pôr na perspectiva de cada um. Depois de terem reflectido sobre o assunto acho importante ver a mudança não como um tirar de um chão seguro ao qual, mal ou bem, estamos habituados logo causa-nos algum desconforto esse risco. A mudança é o fechar de algumas portas mas também a abertura para muito mais, uma infindável panóplia de hipóteses que nada têm a ver com o nosso registo do presente. A vida pode ser levada segundo milhões de perspectivas diferentes, cada pessoa faz a sua, mas o melhor de tudo isto é ter a possibilidade de escolha, podermos fazer uma grande viragem não tendo medo nem dos cânones sociais, nem de um pseudo conforto perguiçoso, nem de opiniões, nem de nada porque na realidade a nossa felicidade está nas nossas mãos. Relativizem os problemas e apostem nas soluções, a vida são dois dias e vale a pena ser vivida. Desejo a todos o melhor do mundo e Bom 2007, diferente pelo menos ;)

terça-feira, janeiro 02, 2007

Novo Ano 2007


Bom ano.. saimos de 2006 da melhor maneira e ....

entramos em 2007 ainda melhor......

BOM ANO...

domingo, dezembro 24, 2006

Um Bom Natal

Este blog nao podia passar sem uma mensagem Natalicia.. e é assim mais um natal mais um reecontro com a familia. Esta é sem duvida a altura do ano em que todos tentam esquecer a rotina do dia a dia e criar um dia diferente e dedicado aos outros.. por isso vou deixar nesta mensagem link :

- um video do YOUTUBE : não passou indiferente e não vai passar a voçes concerteza

Esta musica vai dar que falar. é aguardar pra ver....

Bom natal e força a todos, TRT, FDS, FLA e todos os outros amigos e familia